EL AMOR ES LIBRE. NING. COM

© Poetas Excelsos de América y España.

 

   

O céu evapora-se no vento desolador da perdição interior,

faz-se um inferno seqüente.

Morre uma mulher,

nasce uma fera,

alveja-se a sensatez,

sobrevive à ignorância,

derrota-se a inteligência,

vence... A perversão selvagem.

 

Agora, distante de todo conflito irracional,

resolvi analisar as suas emoções revoltas e atitudes hipócritas,

conforme você mesma pediu,

e o que vi me decepcionou mais ainda.

 

Você esta totalmente perdida dentro de si própria.

Pensa ilusões,

acredita mentiras,

faz verdades,

sente fantasias como se fosse realidade.

Ama e odeia ao mesmo tempo.

 

Você esta colocando as suas emoções

e sua raiva acima de qualquer coisa.

A contrariedade em seu ego

é o instrumento de vingança,

por tudo o que acredita ser verdade.

A sua ferida tormenta a alma e o coração,

remontam fantasias imorais,

cria ilusões transbordantes de raiva,

jogando como causa de seu tormento.

Mas não!

Não meu anjo,

se existe um culpado,

foi você própria,

que foi mais emoção do que razão.

 

Você tenta de todas as formas me odiar,

criando fantasias,

falando mediocridade,

mas o sentimento em seu peito

e o seu lado de fêmea carente é muito mais forte.

 

Você tenta me esquecer,

soltando a mulher histérica de dentro de você.

Mas a cada caso e a cada tentativa,

sente mais raiva de mim

e do meu jeito de fazer amor.

 

Você se desespera,

embriaga-se para fugir dos problemas,

e acaba cada vez mais presa e envolvida.

 

Você tenta transferir esse sentimento a outra pessoa,

mas nenhum faz sentir-se mulher.

E quando isso acontece,

nasce uma inconsolável raiva em seu intimo da pessoa alada,

de mim e de você.

 

Você vive perguntando-se:

O que é que tenho o que outros não têm?

Porque a faço sentir um prazer intenso e os outros não conseguem?

E diante disso,

a raiva duplica-se.

E sem sentir,

acaba cometendo mais erros e pecados.

 

Você tenta encontrar em outra pessoa tudo o que sou,

mas quando acorda,

surge a dura realidade,

o fantasma não foi embora,

continua atormentando.

E na raiva e perdida,

pensa em coisas obscenas

e acaba se satisfazendo na solidão de seu quarto.

Sim!...

Você não mudou nada,

continua sendo a mesma,

quando possui reclama constante,

quando não possui chora em silêncio.

 

Você não mudou e nunca vai mudar.

A não ser,

que encontre um homem que a satisfaça

e torne mulher novamente.

 

Você nunca me amou por completo,

estava comigo,

porque satisfazia todas as suas fantasias eróticas,

fazia concluir o louco desejo da carne

e o obsessivo prazer misterioso.

 

Você caiu num fosso profundo de egoísmo,

rancor, mágoa e ociosidade.

Tenta de todas as formas possuir a verdade,

jogando-me na mentira,

tornando-me num impassível vilão na história.

Mas como diz uma filosofia tibetana:

O ser humano cego e ignorante

é aquele que distorce os erros e sobrecarrega em ombros alheios.

Hoje se vive simplesmente por prazer,

amanhã pede a mortalha do passado.

Olhos buscam prisões passada e perdida,

lágrimas vertem na face e coração.

 

Mas ao final de tudo,

quero frisar explicitamente que,

ambas as partes cometeram erros imperdoáveis e pecados contornáveis.

Um por não analisar a razão e outro por não ter razão.

Estávamos perdidos dentro de nós mesmos,

distorcendo verdades,

compactuando pecados e mentiras laboriosas.

Não!... Não estou condenando-a,

nem tão pouco, confessando alguma coisa.

Somente estou iluminando a lado escuro de outrora,

conciliando palavras e momentos vividos em conflitos imorais.

Visitas: 48

Comentar

¡Necesitas ser un miembro de EL AMOR ES LIBRE. NING. COM para añadir comentarios!

Participar en EL AMOR ES LIBRE. NING. COM

Comentario por Sebastião Luiz Alves el abril 26, 2012 a las 4:43pm

Grato pelo comentário Fabio, é um prazer pertencer a essa maravilhosa rede de amigos. Abraços.

Comentario por Sebastião Luiz Alves el abril 26, 2012 a las 4:42pm

Obrigado pelo comentário Carmen, é um prazer saber que gostou de meu humilde poema, suas palavras refletem o tema abordado. Abraços. 

Comentario por Sebastião Luiz Alves el abril 26, 2012 a las 4:38pm

Grato pelo comentário Carlos, fico contente que tenha gostado, as suas palavras revelam e resume a mensagem. Abraços.

Comentario por Fabio A Pabon M. Curandero tango el abril 25, 2012 a las 2:58am

Querido e valorizado amigo Sebastiao!...Obrigado por suas contribuições.

Mil abraços e parabéns! Fabio

Comentario por Carlos Augusto Pereyra Martínez el marzo 14, 2012 a las 8:23pm

Un poema existencial, no sòlo abierto al amor, sino a muchas sensaciones...camina por la reflexiòn, y me encanta el abordarlo desde las antìtesis. Un abrazo. Carlos

Cumpleaños

No hay ningún cumpleaños hoy

Miembros

Poetas Excelsos.

**************************************************************

*******************************

Federico Garcia Lorca.

Miguel Hernandez G.

Gustavo Adolfo Bécquer

Antonio Machado.

Pablo Neruda.

Gabriela Mistral.

Gabriel Garcia Marquez.

Porfirio Barba Jacob.

Julio Florez.

Ricardo Nieto.

Ismael Enrique Arciniegas.

Jorge Robledo Ortiz.

Jorge Luis Borges.

Alfonsina Storni.


Mario Benedetti.


Andres Eloy Blanco.

Amado Nervo.

Cesar Vallejo.

Ruben Dario.

Claudia Lars.

Aquileo J. Echeverria Zeledon.

José Ángel Buesa.


José Marti.

Gertrudis Gómez de Avellaneda.Miguel Ángel Asturias

Rogelio Sinán.

walt whitman

© 2019   Creado por Fabio A Pabon M. Curandero tango.   Tecnología de

Emblemas  |  Reportar un problema  |  Términos de servicio